fbpx

Equipe Private Idiomas

18 abril 2020

Nenhum comentário

Casa Sem categoria

BRAIN FITNESS

BRAIN FITNESS

Aprender um novo idioma pode ser um aliado e tanto para o bem-estar do cérebro independentemente da faixa etária em que o início deste estudo ocorra. O fato é que este exercício de aprendizado também colabora imensamente com a boa qualidade do envelhecimento do cérebro.
O cérebro de pessoas bilíngues envelhece mais devagar e, portanto, elas tendem a viver mais e melhor.
Você sabia que o cérebro bilíngue é diferente dos demais? Ser bilíngue é, basicamente, falar dois idiomas. “Basicamente” porque há quem considere bilíngue alguém que tem pelo menos algum domínio de duas línguas. E há quem só considere bilíngue quem tem total domínio de dois idiomas.

Independente do grau de proficiência, no entanto, o fato de se aprender dois idiomas realmente provoca algumas mudanças em nosso cérebro.
Vários estudos foram feitos nesse campo. Cientistas utilizaram ferramentas como ressonância magnética e princípios de neurociência para analisar os cérebros de um grupo de pessoas que dominavam um idioma e depois passaram a estudar outra língua. Analisando estes cérebros eles puderam demonstrar as principais mudanças que acontecem nele quando se aprende um idioma estrangeiro.
Esta pesquisa foi realizada com pessoas nativas em inglês. Dois exames de ressonância magnética foram realizados no cérebro de cada uma delas. Um logo no início do processo e outro ao final de seis semanas. Durante este período, uma parte destes indivíduos começou a aprender chinês. 
Entre aqueles que estudaram e conseguiram realmente se virar melhor nesta nova língua, os pesquisadores observaram que o cérebro formou uma rede mais conectada. Diferentemente do resultado alcançado entre os participantes que não se saíram tão bem no aprendizado ou que não haviam participado das aulas.
As ressonâncias magnéticas permitiram visualizar que tais efeitos, relacionados ao crescimento e ao fortalecimento de áreas específicas do cérebro, apareceram em participantes de qualquer idade. Ocorreram mudanças anatômicas nos cérebros de jovens e também de idosos, o que é maravilhoso para o envelhecimento saudável. Aprender um novo idioma pode ajudar a fazer com que o passar dos anos seja menos doloroso para as pessoas.
Aprender e praticar algo, como um segundo idioma, fortalece o cérebro. Assim como o exercício físico, quanto mais você usa áreas específicas do seu cérebro, mais elas crescem e ficam fortes.

Outro ponto observado foi que os declínios das funções cognitivas, como a memória, a percepção e a atenção, tendem a ser menores em quem domina ao menos dois idiomas. Os impactos positivos aconteceram nos cérebros de quem aprendeu uma nova língua mais cedo, ainda jovem e também apareceram nos cérebros de quem só foi adquirir tal habilidade mais tarde.
Milhões de pessoas no mundo aprendem uma segunda língua mais tarde na vida. Ser bilíngue, mesmo que isso só aconteça na vida adulta, pode trazer inúmeros benefícios para o cérebro.
Então não perca mais tempo! Venha exercitar o seu cérebro na Private!
Temos cursos específicos para sua idade e objetivo !

VEM PRA PRIVATE

#vempraprivate
#idiomas
#languages
#brainfitness
#brain
#cerebro
#ginasticacerebral
#blog
#exercicio

Texto equipe Private, por Carla Batistel Zaniol

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − 15 =